PJ vai adquirir sistema para “escutar” Skype, Viber e WhatsApp

Novo sistema custará 2,6 milhões de euros

Os “novos” canais de comunicação, adoptados por milhares de utilizadores, obrigam as entidades de segurança à actualização ou aquisição de novos “sistemas de escutas” para efeitos de investigação. As plataformas actuais apenas conseguem interceptar as “tradicionais” chamadas telefónicas e o aparecimento de novos e modernos serviços de comunicação lançam novos desafios ao sistema de segurança nacional.

Segundo uma informação avançada pela semanário Expresso, a Policia Judiciária Portuguesa vai brevemente poder “escutar” as comunicações do Skype, Viber e WhatsApp isto porque irá proceder a actualização do seu sistema de escutas.

imagem_policia_judiciaria

Segundo a noticia do semanário Expresso, a Polícia Judiciária (PJ) vai poder brevemente realizar escutas telefónicas no Viber, Skype, tablets e smartphones graças a uma actualização da actual plataforma de escutas. Essa actualização custará cerca de 2,6 milhões de euros e será financiada pela União Europeia.

A actualização do sistema informático de escutas é prioritário, já que os utilizadores têm optado pela utilização destes “novos serviços de comunicação” e também porque existem actualmente investigações paradas porque os suspeitos usaram como serviço de comunicação o Skype, Viber ou até mesmo o WhatsApp.

Com esta actualização, a PJ poderá ver alargado o seu raio de acção, conseguindo escutar as comunicações de PC’s, smartphones e tablets.

 

Fonte: pplware.sapo.pt

Autor: Pedro Pinto